O que é transtorno mental?
O que é dependência química?

Notícias

Saiba reconhecer a Síndrome do Pânico

26/12/2017

A Síndrome do Pânico é caracterizada com um tipo de transtorno de ansiedade. Geralmente, ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que haja algo de ruim para acontecer, mesmo que não tenha motivo aparente para isso. A pessoa com o transtorno acaba tendo uma rotina complicada, pois mesmo após sofrer uma crise, a preocupação persistente vem à tona.

Causas          

Não se sabe exatamente qual a causa dessa condição, mas acredita-se que seja uma somatória de fatores, como: genética, estresse, temperamento forte e alterações cerebrais.

Alguns estudos sugerem que a resposta natural do corpo a momentos perigosos esteja diretamente envolvida nas crises de pânico. Ainda assim, não há uma resposta clara do por que esses ataques acontecem mesmo em situações que não há riscos.

Sintomas

Não se sabe exatamente quando uma crise acontecerá, podendo ocorrer em qualquer horário do dia. O pico dos ataques costuma durar entre 10 a 20 minutos, mas pode variar dependendo da pessoa e da intensidade e, alguns sintomas podem durar até uma hora ou mais. É bom ficar atento aos sintomas, pois pode ser confundido com ataque cardíaco. As crises de pânico costumam manifestar:

- Sensação de perigo iminente;

- Medo de perder o controle;

- Medo da morte ou de uma tragédia iminente;

- Sentimentos de indiferença;

- Sensação de estar fora da realidade;

- Dormência e formigamento nas mãos, nos pés ou no rosto;

- Palpitações, ritmo cardíaco acelerado e taquicardia;

- Sudorese;

- Tremores;

- Dificuldade para respirar, falta de ar e sufocamento;

- Hiperventilação;

- Calafrios;

- Ondas de calor;

- Náusea;

- Dores abdominais;

- Dores no peito e desconforto;

- Dor de cabeça;

- Tontura;

- Desmaio;

- Sensação de estar com a garganta fechando;

- Dificuldade para engolir;

Caso haja qualquer sintoma parecido com esses citados acima, é importante buscar ajuda médica o quanto antes. Os ataques são difíceis de serem controlados por conta própria sem a orientação de um profissional e, podem piorar sem o tratamento adequado. 

E-book Gratuito

Quer mais informações sobre dependência química ou transtorno mental? Cadastre-se e receba nosso e-book completo sobre o assunto.