O que é transtorno mental?
O que é dependência química?

Notícias

Sinais da depressão infantil

28/11/2017

A palavra depressão é empregada de forma generalista pelas pessoas, como se fosse um sinônimo de tristeza, mas o transtorno tem pouco a ver com esse sentimento. A depressão é uma doença grave e que deve ser tratada adequadamente, para não gerar mais interferências na qualidade de vida das pessoas.

Nos adultos, o transtorno é mais fácil de ser identificado, porque eles se queixam e, mesmo que não o façam, suas atitudes revelam que não estão bem e, assim, família e amigos percebem que há algo errado. Já nas crianças é um pouco mais complicado, pois elas acabam aceitando a depressão como algo natural. Os pequenos não sabem que esses sintomas são resultados de uma doença e que podem ser aliviados. Por isso, os pais demoram um pouco a perceber que seu filho necessita de ajuda.

As crianças acabam tendo comportamentos diferentes dos adultos. Alguns dos principais sintomas que os pais devem ficar atentos são:

- Falta de vontade para brincar: a criança não sente mais vontade de brincar sozinha ou com outras crianças;

- Rosto triste: os olhos podem perder o brilho e a criança fica olhando o vazio, além de quase nunca sorrir;

- Sonolência: o cansaço é constante e a falta de energia também;

- Irritabilidade: a criança fica irritada ou faz birras sem razão aparente e tem mau humor frequente;

- Choro fácil: devido à sensibilidade exacerbada, o choro se torna fácil e exagerado;

- Falta de apetite: em alguns casos ocorre a perda de apetite e com isso a perda de peso. Em outros, pode surgir o desejo por doces;

- Dificuldade para dormir: a criança não consegue ter uma boa noite de sono e pesadelos podem ocorrer;

- Medo da separação: ficar longe da mãe ou do pai nem que seja por cinco minutos podem se tornar um verdadeiro pesadelo para a criança, que começa a sentir muito medo;

- Inferioridade: o sentimento de inferioridade pode se tornar em comum em relação aos amigos da creche ou da escola;

- Diminuição do rendimento na escola: as notas abaixo da média e a falta de atenção podem se tornar comuns, assim como as dificuldades no aprendizado;

- Dores: a criança pode começar a reclamar frequentemente de dores na cabeça e na barriga, principalmente;

- Incontinência: fazer xixi na cama, por exemplo, pode se tornar frequente mesmo depois de não precisar usar mais fraldas;

Estes sintomas podem ser facilmente confundidos com pirraças ou timidez, porém se esses sinais permanecerem por mais de duas semanas é recomendado uma consulta com o pediatra para realizar uma avaliação do estado psicológico.

Muitos casos podem ser resolvidos apenas com sessões de psicoterapia, já outros necessitam de antidepressivos com baixa dose. É importante o apoio da família, amigos e professores para a criança sair da depressão, pois esse transtorno pode dificultar o aprendizado.

E-book Gratuito

Quer mais informações sobre dependência química ou transtorno mental? Cadastre-se e receba nosso e-book completo sobre o assunto.