INTERNAÇÕES 24H 11 4788-190211 4788-191511 4788-1900 INTERNAÇÕES 24H - Whatsapp 11 97605-6065 | 11 97334-9861 11 98601-3664 | 11 98601-4247 11 98791-2243 | 11 98601-3410 AGENDAMENTO DE CONSULTAS AGENDAMENTO DE CONSULTAS - 10h às 16h
11 5081-8811
SIGA-NOS
Formulário de Contato

Blog

Relacionamento abusivo: 5 sinais de alerta que você precisa conhecer!

12 de julho de 2022



Bastante gente, infelizmente, vive um relacionamento abusivo e, muitas vezes, nem sabe disso!

A verdade é que nem sempre é fácil enxergar o quanto algumas relações são danosas, e aqui nós nos referimos tanto às amorosas quanto àquelas que envolvem vínculos familiares ou profissionais, por exemplo.

Isso acontece sobretudo porque, em vários casos, são atitudes sutis e nocivas disfarçadas de “cuidado”. Então, é preciso estar atento, porque todos estamos sujeitos a relacionamentos tóxicos!

Pensando nisso, separamos para você alguns sinais de alerta de destaque:

1 - O abusador está constantemente tentando diminuir o outro; menospreza suas conquistas, critica excessivamente, com comentários (velados ou não) que causam constrangimento, desconforto e humilhação;

2 -  É comum que a vítima deixe de fazer o que gosta e/ou não comente o que pensa para evitar ofensas, reações explosivas e discussões;

3 - O abusador está sempre monitorando os passos do outro (inclusive nas redes sociais), controlando hábitos, vestuário, comportamentos e as interações da vítima com as outras pessoas. Há casos em que ele acaba até a isolando socialmente;

4 - O opressor, com o objetivo de manipular, também costuma distorcer a realidade, levando a pessoa oprimida a duvidar de sua memória, da sua percepção diante de determinadas situações, e até da sua sanidade mental.

5 - O abusador frequentemente faz com que a vítima se sinta culpada por tudo que acontece.

É importante ressaltar que relações abusivas podem comprometer significativamente a saúde mental, causando problemas como intensa baixa autoestima, insegurança, ansiedade, depressão e transtorno de estresse pós-traumático.
É essencial, portanto, saber reconhecer os sinais de perigo, se afastar do agressor e buscar o acolhimento profissional.

Vale lembrar que a violência psicológica contra a mulher é crime! Então, além da procura pela ajuda especializada, o ideal é também entrar em contato com as autoridades.
Há uma Central de Atendimento à Mulher, um serviço de utilidade pública que justamente visa o enfrentamento a esse tipo de violência. Ele funciona 24h e todos os dias, basta ligar gratuitamente (de todo o Brasil) no 180.

Conte sempre com a gente, estamos aqui para o que você precisar!
 
« Voltar