INTERNAÇÕES 24H 11 4788-190211 4788-191511 4788-1900 INTERNAÇÕES 24H - Whatsapp 11 97605-6065 | 11 97334-9861 11 98601-3664 | 11 98601-4247 11 98791-2243 | 11 98601-3410 AGENDAMENTO DE CONSULTAS AGENDAMENTO DE CONSULTAS - 10h às 16h
11 5081-8811
11 98601-3951
SIGA-NOS
Formulário de Contato

Blog

Síndrome de Burnout afeta 78% dos profissionais da saúde

02 de março de 2021 


A pandemia trouxe, de fato, consequências para a vida de todos nós. E, claro, não faltam implicações psicológicas para aqueles que, este tempo todo, estão na linha de frente do combate à covid-19: os profissionais da saúde. De acordo com um estudo da PEBMED, publicado recentemente, 78% desses profissionais tiveram sinais de Síndrome de Burnout no período da pandemia. A prevalência foi de 79% entre médicos, 74% entre enfermeiros e 64% entre técnicos de enfermagem.
 
Vale ressaltar que a síndrome é caracterizada por situações em que a tensão e o estresse provocados pelas condições de trabalho são tão grandes que levam a pessoa ao esgotamento emocional. De modo geral, esses especialistas já lidam diariamente com episódios intensos, extremos e cargas excessivas de trabalho, com a pandemia, então, tudo piorou, se agravou.
 
O Burnout causa, sobretudo, crises de ansiedade, mudanças bruscas de humor, irritabilidade, algumas pessoas tendem também a ficar mais sozinhas, se afastam, querem conversar e se socializar menos. O rendimento, por sua vez, também pode cair bastante, e é algo que tende a piorar se a pessoa não busca ajuda.
Sentimento de incapacidade e fracasso, tristeza persistente, falta de energia, problemas de memória e concentração, angústia, dores de cabeça, insônia e coração acelerado são sintomas que também podem surgir.
 
É essencial, portanto, que os profissionais da saúde tenham apoio psicológico, se preciso. Para cuidar dos outros, eles também precisam cuidar de si mesmos, tanto física quanto psicologicamente.

O emocional é a base da saúde de todos nós. Então, fique atento ao seu bem-estar mental. Cuide de você!
 
« Voltar